Ano Propedêutico

O Ano propedêutico se trata de um ano introdutório, o qual visa a entrada definitiva no Seminário Maior para os cursos de Filosofia e Teologia. É também um ano em que se começa a entrar no ritmo da vida acadêmica, na vida de oração, na vida comunitária e fraterna, e no amadurecimento da vida humano-afetivo que se terá de forma mais intensa no Seminário Maior e, por fim, na própria vida sacerdotal.

Ao mesmo tempo, é um meio de acompanhamento o qual visa possibilitar ao vocacionado um ajuda para que possa desenvolver as qualidades e aptidões humanas, cristãs e apostólicas em vista da sua opção.

Em vista de qualificar o candidato para o ingresso no Seminário Maior, quando cursará a Filosofia e a Teologia, esse período de preparação humana, cristã, comunitária, intelectual e espiritual se faz em espaço adequado após o nível médio de ensino, em pelo menos um ano de duração, onde uma equipe formativa acompanha com uma programação própria a formação do candidato.

Nesse período deve-se privilegiar as dimensões humano-afetiva, comunitária, espiritual, intelectual e pastoral. Cada dimensão exige instrumentos adequados que possam possibilitar ao vocacionado as condições necessárias para estar preparado para a caminhada no tempo do Seminário Maior.

Amadurecendo sua opção o candidato estará apto para assumir livremente e conscientemente as exigentes do período formativo em vista do sacerdócio. Desenvolvendo e ampliando sua capacidade intelectual poderá usar com maior integridade o seu senso crítico para julgar a realidade sem se alienar em saídas simplistas. Aprofundando sua vida de fé contará com a intimidade com Deus que lhe dará a coragem necessária para viver os conflitos do mundo atual que dificultam caminhar com Cristo e discernir nos caminhos da história a condução do Espírito Santo.

Nesse período o candidato poderá compreender melhor a dimensão eclesial de sua vocação enquanto terá mais tempo para a oração, para o estudo, para a partilha, para os retiros e outros exercícios espirituais propostos pela formação, que lhe darão condições para uma proximidade com Cristo Bom Pastor com o qual se pretende configurar no exercício do futuro ministério sacerdotal.

Por fim deve preparar os candidatos para enfrentar as dificuldades próprias de um exigente tempo de preparação específica em vista dos compromissos que deve assumir não apenas quando vier a ser ordenado, mas para a vida de seminário em que existe uma responsabilidade compartilhada para alcançar os objetivos propostos.

            Nossa Experiência:

Em 2012 a nossa Igreja particular inaugurou o ano propedêutico. O aparecimento de vocações maduras e ao mesmo tempo de rapazes que ingressam bem jovens no seminário menor constituem a razão dessa nova experiência.
Em consonância com as Diretrizes e com a Igreja universal a nossa Diocese procura oferecer aos rapazes do propedêutico um bom período introdutório, a fim de ajuda-los a fazer um percurso formativo frutuoso.
Uma parte desse processo formativo é feita na Arquidiocese de Goiânia. No período matutino os jovens estudam no Seminário Santa Cruz, no qual é feito o ano propedêutico. Estudam algumas disciplinas; a saber: Introdução a Filosofia, Introdução ao Mistério de Cristo, Sequela Christi (seguimento de Cristo), Liturgia e Liturgia das Horas. Na área da espiritualidade tem a Escuta da Palavra (Lectio Divina) e Adoração (toda quinta-feira). Trata-se de algumas disciplinas que ajudam a clarear a visão de Igreja, de seminário, e também de tentar suprir as lacunas trazidas na bagagem humana e intelectual. O momento privilegiado da Lectio Divina e Adoração ajudam na vida espiritual fazendo com que os jovens tenham uma vida de oração mais intensa e consistente. Os outros aspectos da formação são feitos em nosso seminário.
No entanto os jovens tem a mesma rotina que os seminaristas maiores, no que diz respeito a horários e atividades da casa. É oferecido três encontros semanais, um encontro mensal e acompanhamento psicológico. Um encontro para estudar a História da Diocese; um encontro que trata da espiritualidade diocesana e um encontro sobre a Iniciação Cristã; o encontro mensal é feito com o reitor para partilhas e avaliação da caminhada.
A experiência tem sido positiva. Embora o nosso seminário seja formado por três etapas diferentes da formação, os resultados são significativos. O nosso projeto formativo ajuda a nortear as etapas não permitindo que haja confusões ou negligências. Cada jovem é convidado a viver seu período formativo com consciência e clareza de sua vocação. Por esta razão o projeto oferece linhas de trabalho para cada ano da formação.
Portanto o ano propedêutico trata-se de um período privilegiado da formação, onde os jovens podem construir um alicerce seguro e caminhar com maior desempenho e confiança.