Diocese de São Luís de Montes Belos se reúne para celebrar a 15ª Romaria Diocesana.

No último Sábado, dia 25 de Agosto, aconteceu em São Luís de Montes Belos a 15ª Romaria Diocesana, com o tema: “Cristãos leigos e leigas: Igreja em saída a serviço do Reino de Deus” e lema: “Vós sois o sal da Terra e a luz do mundo.”, em comunhão com toda Igreja do Brasil que celebra em 2018 o Ano Nacional do Laicato.

As paróquias de toda diocese vieram em caravana para celebrar esse momento importante da igreja particular de São Luís, a estimativa é que cerca de duas mil pessoas estiveram presentes, juntamente com todo clero diocesano, seminaristas maiores e menores e religiosas.

As caravanas foram acolhidas às 16h00min de frente a Catedral São Luiz Gonzaga. Houve animação com cantos e grande participação. Logo após todos se reuniram dentro da Catedral para um momento de reflexão sobre o papel do leigo, conduzido pelas leigas Erta de Iporá e Rosemary de Araguarças. Em seguida, saíram em procissão, com cantos e orações, para o campo do Seminário Menor, onde foi celebrada a Santa Missa.

O local estava preparado e bem ornamentado para receber todos os romeiros da diocese. A missa foi presidida pelo Bispo Diocesano Dom Carmelo Scampa e co-celebrada pelos padres da diocese. Na procissão de entrada pessoas de várias comunidades levaram fotos de leigos e leigas já falecidos, que assumiram sua vocação, doaram suas vidas no serviço ao Reino de Deus e fizeram história na diocese de São Luís.

Dom Carmelo Scampa em sua homilia destacou que no Ano Nacional do Laicato a intenção dessa celebração era focalizar a figura, a importância, o valor e a tarefa do cristão leigo, que mais contribui nas diferentes pastorais e movimentos para fazer acontecer a evangelização dessa igreja particular. Disse para os leigos não se fecharem em seus próprios movimentos e pastorais, pois “a expressão de Jesus é provocatória: ‘sois o sal da terra, sois a luz do mundo’, a dimensão do testemunho é universal, todos devem ver quem somos, em quem acreditamos e como vivemos”, afirma. O bispo diocesano ressaltou que os leigos precisam estar engajados na realidade do mundo, tendo uma espiritualidade aberta, dinâmica, arriscada, para ser uma Igreja em saída a serviço do Reino de Deus.

Na procissão do ofertório, os leigos entraram com símbolos das mais diversas pastorais e movimentos presente na diocese de São Luís. No final todos acenderam uma vela e receberam um saquinho contendo sal, para lembrar o mandato de Jesus de serem “Sal da terra e luz do mundo” e o bispo diocesano realizou o envio de todos como anunciadores do Evangelho.

A leiga Vilma Avelar, da paróquia São Luiz Gonzaga, disse que a Romaria foi muito rica e importante para a Diocese de São Luís. Afirmou que as paróquias foram muito felizes em fazer memória dos leigos de sua comunidade pelo ano do laicato e que a “ornamentação foi muito significativa, bem como as lembranças do sal juntamente com a vela, relacionados ao tema da Romaria.”

 

Geovana Souto

PasCom Diocesana