Chegada dos restos mortais de Dom Stanislau van Mellis na Diocese

Na manhã do último sábado, dia 07 de abril, foram colocados na Igreja Catedral, em São Luís de Montes Belos, os restos mortais de Dom Stanislau van Mellis, nosso primeiro bispo e fundador da diocese.

Conforme o comunicado de Dom Carmelo Scampa, Bispo Diocesano, a celebração marcada para o mesmo dia não aconteceu, devido as incertezas da vinda ou não vinda dos restos mortais de Dom Stanislau para o Brasil. Em razão disso foi preferível adiar a celebração para uma futura data, que ainda está para ser anunciada, que provavelmente será no dia 21 de Julho, na festa de São Luiz Gonzaga.

Rezemos pela alma e o descanso eterno de Dom Stanislau, e o que o seu exemplo de santidade, humildade e de pastoreio, inspire nosso clero a seguir os seus passos rumo a um caminho de santidade, tendo o Cristo Bom Pastor como espelho a ser seguido.

Segue abaixo o comunicado oficial na íntegra de Dom Carmelo a toda a Diocese:

Caríssimos, desde a madrugada de hoje, os Restos Mortais de Dom Stanislau van Mellis, nosso primeiro bispo, estão em São Luís. Ontem (sexta feira), com um grupo de sacerdotes: padre Joaquim, padre Nilton, padre Wallison, fomos recebê-los no aeroporto de Brasília. Os três padres e o bispo representavam toda a Diocese. Foi a acolhida da diocese que se prepara para uma comemoração mais apropriada e solene.
Às incertezas causadas pela burocracia sobre os tempos da chegada dos Restos Mortais em São Luís nos desaconselham a fazer a celebração marcada para hoje.
Decidimos isso nos conselhos e houve aprovação.Como a lei holandesa manda, foi providenciado hoje mesmo, “o sepultamento” na Catedral.Trataremos depois com as autoridades brasileiras competentes se poderemos retirá-los do túmulo para a celebração solene, que poderá ser em junho, durante o festejo do Padroeiro diocesano. Mas, tudo será comunicado no momento certo.

Quero agradecer o empenho do Provincial Passionista da Holanda e do Padre Ribamar por terem proporcionado isso. O processo foi longo e melindroso, mas valeu a pena.
Dom Stanistau nos lembra a dimensão missionária da Igreja, que é permanente. Ele foi o fundador desta Igreja Particular de São Luís, por isso justamente descansa naquela, que foi a sua Igreja.

+ Carmelo Scampa
Bispo diocesano de São Luís de Montes Belos

 

        clique na imagem para conferir as fotos